Quais são os termos técnicos mais utilizados quando falamos películas solares e revestimentos mais modernos?

Quais são os termos técnicos mais utilizados quando falamos películas solares e revestimentos mais modernos?

O sol apresenta-se de maneira bastante ambígua atualmente e não é incomum encontrar pessoas que se identificam com essa relação de amor e ódio: A Iluminação natural é ótima, já o calor no ambiente é péssimo. Sol é excelente para um dia de praia, mas horrível durante uma reunião de negócios. Ele é ótimo para as plantas, ruim para os móveis da nossa casa. Indispensável para ver a coloração correta em um salão de beleza ou durante um tratamento dentário, um pesadelo para as roupas e objetos expostos em uma vitrine.

Qualquer solução que busquemos para os vidros dos ambientes expostos ao sol, mesmo que indiretamente, devemos pensar em vários fatores:

  • Transparência (que tem relação direta com a iluminação)
  • Conforto térmico (que relaciona-se com o calor através dos índices de bloqueio)
  • Estética
  • Durabilidade
  • Confiança na marca e atendimento
  • Preço e forma de Pagamento

Nessa busca pela melhor solução térmica a ser aplicada aos vidros, uma série de termos técnicos aparecem com frequência para complicar a escolha do cliente. Na grande maioria das vezes, os conceitos são difíceis e não explicam claramente sua relevância no processo de escolha do produto.

Nesse post vamos simplificar alguns dos principais termos presentes em descrições de insulfilms tradicionais, películas automotivas, cortinas e até mesmo em isolantes térmicos mais inovadores como o Nanolux. Se aproprie dos conhecimentos e use nossa tabela para te ajudar a escolher o produto que mais se adequa a sua necessidade e ao seu bolso!

  • Bloqueio UV: Indica a fração de raios ultra violeta total (com comprimento de onda entre 100 e 380 nm) que é barrada de entrar no ambiente comparada a quantidade de UV total incidente no vidro. De forma menos usual, esse índice também poderá ser dado através da Transmissão que UV que expressa a fração que entra de UV comparada a quantidade total de UV incidente.

O que significa para o cliente: O UV é o maior responsável pela queima, desbotamento e deterioração dos objetos expostos — roupas, móveis, obras de arte, estofados —. Quando maior for o bloqueio UV, maior a proteção do ambiente. Normalmente películas tradicionais apenas bloqueiam UV e não o calor.

  • Bloqueio de IR: Indica a fração de raios infra vermelhos (com comprimento de onda maior que 770nm) que é barrada ao entrar no ambiente comparada a quantidade total de IR incidente do vidro.

O que significa ao cliente: O infra vermelho (IR) é um dos maiores responsáveis pelo aquecimento do ambiente através da radiação solar. Em tese, quanto maior o bloqueio de IR, menor o aquecimento do ambiente. Atenção para a taxa de eficiência e durabilidade do produto, e pesquisem índices como o Coeficiente de Sombreamento que realmente indica a eficiência do vidro ou revestimento contra o calor ao comparar com um vidro transparente comum.

  • Transmitância Solar: é a fração da radiação solar total que é transmitida pela superfície. A transmitância poderá ser calculada para objetos unitários (vidro, película, Nanolux, cortina) como poderá ser calculada para o sistema (vidro+ revestimento). Geralmente apresentada em porcentagem ou de 0 a 1.

O que significa para o cliente: É justamente a parte da luz solar que passa através do vidro. Nesse índice podemos descriminar para cada tipo de luz (visivel, UV, IR ou como mais comumente a fração global). Quanto menor esse número, menor a energia que passa através do vidro. Assim, em geral, quanto menor esse índice, mais frio será o ambiente. Cuidado! Uma baixa transmitância pode significar uma baixa visibilidade, atenção a tecnologia usada.

  • Transmissão de luz visível (TLV): A porcentagem de transmissão de luz visível corresponde a parcela da luz solar visível (entre 350 a 770nm) que passa pelo vidro e entra no ambiente comparada com a quantidade total de luz visível incidente. Normalmente dada em porcentagem ou entre 0 a 1.

O que significa para o cliente: A luz visível (LV)  é uma parcela da luz solar, justamente a  que excita os olhos humanos e nos permite ver. Isso quer dizer que o sol emite diversos tipos de luz e que cada tipo tem uma propriedade diferente, sendo a luz visível cerca de 43% do total do Sol. Quanto maior esse índice, mais transparente será o vidro e mais iluminação natural entrará no ambiente. Ou seja, quando a %TLV é alta temos um material isolante escuro. Se você procura transparência, opte por um material com alta Transmissão, que quer um material bem escuro procure uma baixa transmissão.

  • Reflectância solar: É a fração da energia solar que é refletida pela parte externa do vidro em comparação com a energia total incidente no sistema. Geralmente apresentada em porcentagem ou de 0 a 1.

O que significa para o cliente: Normalmente significa que quanto maior esse número menor será a quantidade do calor que entrará no ambiente. Para a maioria das películas, uma alta porcentagem de reflexão total normalmente implica em uma superfície espelhada, o que pode prejudicar a visibilidade do interior do ambiente para quem olha a fachada externa.

  • Absorção solar É a parcela de energia que é absorvida pelo vidro quando comparado a energia total incidente. Essa parcela será responsável pelo aquecimento do próprio vidro em detrimento do ambiente. Geralmente apresentada em porcentagem ou de 0 a 1.

O que significa para o cliente: Se absorção for total, quer dizer que o material tenderá a esquentar mais o vidro. Alguns vidros quando aquecidos demasiadamente tendem a estressar e causar fissuras. Películas em geral tendem a ter essa porcentagem alta, o que leva a rachadura dos vidros onde foram aplicadas. Materiais modernos como o Nanolux ou até mesmo as cortinas evitam esse problema por absorverem menos e não dilatarem prejudicando a superfície.

  • Coeficiente de sombreamento: É a proporção de energia solar que passa através de um pedaço de vidro em relação à peça de 3mm de vidro — que tem um coeficiente de sombreamento de 1,0—

O que significa para o cliente: Quanto menor esse coeficiente menor a quantidade de calor que passa para o ambiente.

Catarina Maia
Catarina Maia
catarina@sommar.eco.br

Engenheira Químcia pela UFPE e Åbo Akademi - Filnândia. Atualmente coordena o setor de Otimização Térmica e Energética da SOMMAR na função Diretora Executiva da organização.

Sem comentários

Postar um comentário

×